GRAPHIA_pares-impares-gde1.jpg

Literatura brasileira

os pares e os ímpares

bernardo de mendonça

Entre biografias e simulações, relatos de uma vívida humanidade.


Na diversidade de gêneros, este livro trata de amor e desamor. Matéria fictícia ou não, evoca, mesmo ao refletir sobre a experiência alheia no rio Amazonas, seres e paisagens da história pessoal do autor - montanhas das serras da Mantiqueira e do Mar, o Rio de Janeiro, as cidades de Maceió e Rio Novo de sua infância. Nele, somam-se crônicas e novelas a instantâneos narrativos, que retomam as experiências minimalistas das “Microbiografias”, de seu livro de estreia, de 1989, Legendas para cem fotos imaginárias – Narração de um gol. Reafirmando “o localismo em trânsito” percebido em sua poesia pelo crítico José Paulo Paes, em estudo de 1997, as histórias se alternam entre Alagoas, Minas Gerais e o Rio de Janeiro nas três partes da coletânea. As paisagens e a humanidade das serras da Mantiqueira e do Mar, presentes nos textos de O livro diverso: a peleja dos falsários (1995), Os fantasmas tropicais (2006), Comparsas do riso (2007) e Nas Nuvens (2013), reaparecem em “Montanheses”, a primeira parte do livro, que abre com uma reedição de Frei Gaspar de Carvajal volta dos rios (2011), ensaio sobre a aventura amazônica do romancista mineiro Mário Palmério. A segunda parte, “Ouvidos na rua”, reúne, em flagrantes do cotidiano, criaturas da geografia carioca, e a terceira, “Um sonhador”, mescla sonho e memória a vivências da infância e da maturidade do autor.


FICHA TÉCNICA
OS PARES E OS ÍMPARES
Bernardo de Mendonça
Literatura brasileira – prosa
12cm X 21cm
176 páginas - R$50,00
ISBN 978-85-85277-74-1