GRAPHIA_rimas-gde1.jpg

LITERATURA brasileira

RIMAS

josé albano

A poesia completa, a fortuna crítica e as histórias de vida de um poeta andarilho, na versão em prosa dos contemporâneos.


De família rica do Ceará, educado em colégios particulares da Europa, poliglota e erudito, o poeta José Albano torna-se na maturidade um andarilho desempregado e sem residência fixa que morre sozinho no interior da França em 1923 aos 41 anos de idade. Para os que com ele conviveram, "uma esquisita flor do passado" ou uma "criatura integralmente despaisada". Estigmatizado em vida e redescoberto postumamente por Manuel Bandeira, é autor, na leitura consagradora de Alceu Amoroso Lima, na década de 40, de poemas "dos mais belos que jamais foram escritos em nossa língua e mesmo em qualquer língua humana". Toda a lírica - de dicção ora quinhentista ora bíblica -deste poeta brasileiro que afrontou os padrões, tanto na vida quanto na literatura, é reunida nesta terceira edição de suas Rimas, juntamente com perfis biográficos escritos por contemporâneos e fortuna crítica, em edição organizada por Bernardo de Mendonça.


FICHA TÉCNICA
RIMAS
José Albano
Prefácio: Manuel Bandeira
Introdução, seleção e notas: Bernardo de Mendonça
Poesia brasileira
Série Revisões, 3
14cm X 21 cm
268 páginas - R$56,00
ISBN: 85-85277-05-X